Versão 3.3

Como tocar teclado em 24 horas... (1ª parte)

...ou melhor, como improvisar um instrumento em 24 horas.

Me perdoem os tecladistas de plantão, professores e expert's da vida musical, mas este artigo é para leigos, segmentado aos evangélicos e destinado a socorrer igrejas sem instrumentistas (mas serve também para quem quer tocar qualquer tipo de música ou apenas "brincar" com o teclado). Sei que o que vou expor aqui pode deixar "arrepiados" os músicos experientes mas... lembrem-se: Tudo é fase. A evolução virá.

Sei que muitos dirão: "Mas por que não começar corretamente, nos moldes tradicionais?" Bom, vou explicar a razão do artigo e creio que vocês entenderão.

Existem muitas igrejas que não possuem instrumentistas e carecem de um som adequado para acompanhar as ministrações do louvor congregacional. Em determinadas situações até possuem alguns instrumentos, mas quem os tocará?

Há algum tempo descobri que os teclados eletrônicos são excelentes instrumentos e recheados de recursos que podem transformar "da noite para o dia" a performance do louvor na igreja. Como muitos já sabem, os modelos mais modernos quase tocam sozinhos devido aos tantos recursos que possuem. Baseado neste fato, vamos as explicações de como tornar-se um tecladista em 24 horas (que, creio eu, é o tempo necessário para executar de maneira aceitável o que vai ser exposto aqui).

Lembro-me que, em uma época não tão distante, as pessoas me perguntavam se eu sabia tocar teclado e a minha resposta era: " Tocar? Nem tanto... o que eu sei é manipular muito bem os recursos eletrônicos do teclado." É claro que eu não podia ficar nisso a vida toda e logo fui aprendendo as técnicas e libertando-me deste tipo de "dependência eletrônica". O próprio entusiasmo pela música coloca em nós um grande desejo de evoluir no aprendizado do instrumento. E assim foi.

O que vamos ensinar aqui é literalmente para "apagar incêndio" e socorrer quem precisa incrementar urgentemente o louvor na igreja. Não é nada assustador... comecei assim também. :)

Veja os requisitos mínimos:

1) É necessário que você saiba um mínimo de violão ou outro instrumento qualquer que utilize cifras. Conheça corinhos cifrados, tipo "Celebrai com júbilo ao Senhor" (com as cifras C, Am, Dm e G). Não importa se você toca somente "batidas" e não dedilhado. O importante é conhecer os acordes. Se você souber como eles são formados, será melhor. Por exemplo: O acorde de Dó (C) é formado pelas teclas C, E e G.

2) É necessário que o teclado que você utilizará tenha os recursos de auto-acompanhamento no modo simples, ou seja, acionando apenas uma, duas ou três teclas. A maioria possui este recurso, chamado de "fingered". Este recurso utiliza algumas teclas do lado esquerdo do teclado (geralmente 1 oitava e meia), deixando as demais livres para a escolha de qualquer timbre.

3) É necessário que você crie o hábito de ler o manual do teu teclado, pois lá existem todas as informações necessárias para você conhecer os recursos do instrumento e experimentá-los. Se você não possui, com certeza encontrará para download na internet. A Yamaha possui de quase todos, até os bem antigos.

4) Caneta para retro-projetor, que escreve em superfície plástica e pode ser facilmente removida com álcool. Obs: Não pode ser canetas de tintas permanentes, pois vamos rabiscar as teclas do nosso teclado e isso precisa ser removido com facilidade depois.

Bem, estes requisitos mínimos foram expostos para poder-mos cumprir com o prazo de 24 horas de estudo (logicamente que não são 24 horas seguidas, afinal ninguém aguenta isso, mas são horas que devem ser distribuídas entre 1 ou 2 horas diárias de treino). Entretanto, poderemos fugir a regra e explicar mais algumas coisinhas básicas aqui e ampliar o alcance do curso para os mais leigos em conhecimento musical.

Resumidamente, o curso vai te ensinar a utilizar os acordes prontos do teclado com a mão esquerda e a dedilhar com a mão direita, utilizando o máximo de recursos eletrônicos disponíveis. O resultado é bastante satisfatório para um acompanhamento musical sem necessidade de tocar a melodia (geralmente é o que ocorre em um louvor congregacional - o teclado faz a harmonia e as vozes a melodia). No próximo capítulo vou dar um exemplo de como isso ocorre e você poderá avaliar se vale a pena continuar lendo estes tópicos ou se é uma tremenda perda de tempo... (rs)

Até lá.

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo,
nossa to acompanhando seu trabalho e a aula aprendendo em 24 horas. não vejo a hora da proxima postagem...
se vc puder me avisar por e-mail fico muito agradecida. andreia.kradolfer@gmx.ch
Obrigada pela ajuda.
Fique com Deus
E parabéns pelo belo trabalho
Andréia

interlok disse...

sempre tive vontade de apreender tocar teclado,meu pai era músico mas não passou essa profissão para mim,estou achando muito bom esse aprendizado obrigado. Deus te abençoe.

Anônimo disse...

Adorei o seu trabalho, isso demonstra a sua preocupação com o trabalho de Deus. Deus te abençoe e que vc continue fazendo este belissimo trabalho.

Anônimo disse...

Como o amigo falou, também sempre quis aprender teclado, e como Deus faz as coisas perfeitamente, eu comprei um teclado, pois a igreja que freqüento não tem músicos. Tenho alguma noção de violão e toco flauta e trombone. Mas a igreja precisa de um tecladista, como ninguém se comprometeu em aprender para deixar os cultos mais animados, eu como sou amante da música cristã, resolvi aprender para trabalhar p/ o meu Senhor Deus. Quero só lhe pedir uma ajuda, por favor, publique um vídeo mostrando como tocar os corinhos mais conhecidos da igreja, isso vai ajudar bastante. As pessoas que não são evangélicas mandam p/ o Youtube vídeos que mostram passo a passo como tocar as músicas seculares. E são fáceis de aprender. Se não for pedir de mais, tente fazer um vídeo e publicar no Youtube, nós que fazemos parte do mundo evangélico agradecemos!!!!

Manoel Carvalho disse...

Pois é meu irmão... eu sinceramente já havia pensado nisso. No momento, falta-me tempo para produzir os vídeos, mas não descarto a idéia. Talvez alguns corinhos simples e bem populares fosse o ideal... prometo estudar a sugestão com carinho ok? Por outro lado, você pode fazer a tua parte orando e pedindo ao Senhor que me dê o tempo que preciso para fazer isso, ou então, que Ele levante um servo inspirado.
Vamos ver o que Deus fará...
Um grande abraço!

augusto belem disse...

gostei muito não sei nada porem passou um teclado aqui por casa, em quatro dias, fiz até uma musica intrumental fiquei animado,quero aprender para poder ir tocar nas pequenas igrejas do interior.toquei so de ouvido na sorte!rss